Educação
19/05/2015 14:01

MEC autoriza curso de Medicina na UFFS Chapecó Previsão é que as aulas comecem no segundo semestre deste ano

Foto: Divulgação
O Ministério da Educação (MEC) aprovou nesta terça-feira (19) o segundo curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Através da Portaria nº 368 da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, o MEC autorizou 40 vagas para o curso de Medicina que será ofertado no Campus Chapecó. O curso tem início previsto para o segundo semestre de 2015, e a forma de seleção dos candidatos se dará pelo SiSU.
As atividades institucionais para a autorização do curso iniciaram em julho de 2013, quando foi constituída a primeira comissão, logo após a inclusão do Campus Chapecó na Política Nacional de Expansão das Escolas Médicas.
A comissão, composta por membros da UFFS e da comunidade regional, trabalhou nas condições necessárias para instalação do curso, estabelecidas pela Portaria nº 02/2013. Para melhor desenvolvimento do trabalho, a comissão foi subdividida em cinco Grupos de Trabalho (GTs) específicos: GT Hospital Ensino, GT Convênios, GT Revisão do Projeto Pedagógico, GT Residências Médicas e GT Infraestrutura.
De 2013 para cá, muita coisa mudou com o trabalho da comissão. As três residências médicas solicitadas pela Portaria nº 2, Cirurgia Geral, Ginecologia/Obstetrícia e Clínica Médica, foram implantadas e estão em funcionamento no Hospital Regional do Oeste. Também foram concursados os primeiros professores do curso e constituído o Núcleo Docente Estruturante, que assumiu a revisão do projeto pedagógico do curso.
Ainda foram desenvolvidas ações para que o HRO pudesse ser credenciado como Hospital de Ensino: a aquisição e implementação do Protocolo de Manchester pela UFFS foi uma, entre as muitas ações.
O projeto de construção de uma nova ala no Hospital Regional, fundamental para que as atividades acadêmicas se desenvolvam naquele espaço, também está sendo encaminhado para licitação. Além disso, a UFFS tem trabalhado na formalização de convênios com unidades hospitalares e secretarias de saúde da região para que os estudantes do curso de Medicina tenham diferentes experiências e espaços de práticas.

Comissão avaliadora
Outro requisito para autorização do curso era a verificação in loco, pela Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas (CAMEM), das condições para oferecimento do curso. O Campus Chapecó recebeu, em duas oportunidades, a visita dessa comissão.
Uma em outubro de 2014 e outra em abril de 2015. A Comissão acompanhou in loco o projeto de implantação e o desenvolvimento do curso de Medicina, visitando os prédios de salas de aula, os laboratórios da UFFS e, ainda, alguns cenários de práticas, como UPA 24 Horas, Unidade Básica de Saúde São Pedro e Hospital Regional do Oeste (HRO) em Chapecó.
Esta é comissão responsável por elaborar e entregar ao MEC um parecer sobre a Implantação do curso. O curso de Medicina do Campus Chapecó é o segundo curso da UFFS ofertado e autorizado pela Política Nacional de Expansão das Escolas Médicas das Instituições Federais de Educação Superior.
Fonte: Porto Feliz AM

Leia também...