Educação
26/05/2015 14:14

Estudantes de Enfermagem conhecem o processo de doação do Hemosc De acordo com o Hemosc, em uma doação são retirados aproximadamente 450 ml de sangue.

Foto: Divulgação
Estudantes do curso de Enfermagem da Unoesc São Miguel do Oeste visitaram, recentemente, o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) em Chapecó. Os 41 acadêmicos, acompanhados do professor Thiago Andrade Vidigal, participaram de uma palestra que abordou a história da hemoterapia até as condições necessárias para ser um voluntário. Em seguida, os alunos conheceram "in loco" o fluxo do doador e o ciclo do sangue. 
O controle das bolsas de sangue, desde a doação até o momento da transfusão ao paciente, chamou a atenção do acadêmico da sétima fase, Reinaldo Zavitzki de Moura. Ele destaca que se não existisse este controle, provavelmente, haveria um "comércio de sangue", que beneficiaria somente as pessoas que têm condições financeiras. 
Segundo a coordenadora do curso, professora Ana Maria Martins Moser, a atividade mostrou aos futuros enfermeiros que mais do que se tornar um doador, eles podem serem multiplicadores, pois sabem da importância da doação para quem precisa. "Motivados com o ato voluntário de doar sangue, os estudantes percebem que podem salvar vidas. Este é um dos nossos compromissos, desenvolver nos acadêmicos a capacidade de ajudar as pessoas", ressalta a professora. 

O que é necessário para ser um doador
De acordo com o Hemosc, em uma doação são retirados aproximadamente 450 ml de sangue. Todo o processo leva em torno de 55 minutos. Para ser um doador é preciso ter idade entre 18 e 69 anos; estar em boas condições de saúde; pesar mais de 50 kg; não ingerir bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas; fazer refeições leves e não gordurosas nas últimas 4 horas e apresentar documento de identidade com foto. 

Fonte: Imprensa | UNOESC SMO

Leia também...