Economia
28/05/2015 09:36

Catarinense gastou em média R$ 202 no Dia das Mães Além do gasto médio, a pesquisa também perguntou qual a variação do faturamento das empresas, considerando o período de Dia das Mães de 2014 (-3,9%) e os meses comuns do ano (14%).

Contrariando as previsões pessimistas de consumo para o Dia das Mães de 2015, a pesquisa da Fecomércio SC e da Federação das CDLs de SC (FCDL/SC) revelou que a média de gastos do catarinense foi de R$ 202,77 por pessoa. No ano passado, o valor apurado foi de R$ 182,97, o que representa um aumento nominal de 10,2% e real de 2,1%, considerando o IPCA acumulado do período de 8,1%.
"Confirmando uma tradição com relação à data do Dias das Mães, o gasto médio dos catarinense superou a expectativa que antes se anunciava. No momento da compra, o coração fala mais alto na hora de se presentear as mães. Mesmo assim, o faturamento ficou abaixo do Dia das Mães do ano passado", afirma o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.
"Analisando a atual situação econômica do país e os resultados negativos nas últimas datas comemorativas, esperávamos que o Dia das Mães tivesse bom desempenho de vendas, mas nada extraordinário", diz Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC.
Além do gasto médio, a pesquisa também perguntou qual a variação do faturamento das empresas, considerando o período de Dia das Mães de 2014 (-3,9%) e os meses comuns do ano (14%).

Resultados
Período - 11 e 12 de maio
Locais - sete cidades catarinenses: Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages e Itajaí
Público - 405 empresas

Perfil
Entre os comerciantes entrevistados, a maioria foi do segmento de vestuário e calçados (73,1%), seguido de perfumes e cosméticos (6,9%) e de joalherias, relojoarias e bijuterias (6,4%). 

Contratação
Apenas 10,9% das empresas contrataram, mantendo uma média de 2,4 colaboradores a mais por empresa. Florianópolis teve o maior indicador (3,1) e, em Chapecó, o menor (1,8).

Pagamento
À vista (em dinheiro) 16%
À vista (cartão de débito) 10,4%
À vista (cartão de crédito) 30,6%
A prazo (cartão de crédito) 34,6% 
Parcelamento no crediário 7,9%
Fonte: Fecomércio - SC

Leia também...