Geral
10/08/2015 16:28 (atualizado em 10/08/2015 16:31)

Programa de Qualidade Total Rural inova gestão de propriedade de Águas de Chapecó Visando buscar desenvolvimento e sustentabilidade nos negócios, os proprietários Arno Thomas e Ariberto Schütz participaram em 2014 do curso Qualidade Total Rural. A participação no programa resultou na melhoria da qualidade do produto, que está atendendo as exigências do mercado consumidor

A propriedade Esperança, situada em Sobradinho, no município de Águas de Chapecó (SC), possui 20,2 hectares e atua nas atividades de bovinocultura de leite, parceria de suínos e colheita para terceiros. Cooperada à Cooperativa Regional Alfa, a estrutura é formada por 53 cabeças de gado e 440 de suínos. 
Visando buscar desenvolvimento e sustentabilidade nos negócios, os proprietários Arno Thomas e Ariberto Schütz participaram em 2014 do curso Qualidade Total Rural, realizado por meio do Programa de Desenvolvimento de Empreendedores Cooperativistas – atualmente denominado Encadeamento Produtivo. A iniciativa é do Sebrae/SC e Cooperativa Central Aurora Alimentos com a parceria da Fundação Aury Luiz Bodanese, Senar, Sescoop, Cooperalfa, Cooperitaipu, Cooper Auriverde, Cooper A1, Copérdia, Caslo, Coopervil e Sicoob.
No início da capacitação, o empreendimento estava com problemas na produção de leite. Após verificação das causas, o desenvolvimento do Mapa Estratégico apontou a necessidade de descartar animais improdutivos, planejar as ações da propriedade e controlar a entrada e saída de dinheiro (finanças); planejar as ações da propriedade junto com os técnicos da empresa parceira seguindo os padrões e distribuindo as atividades (processos); qualificar os membros da empresa, modernizar a propriedade, entre outros aspectos.
A participação no programa resultou na melhoria da qualidade do produto, que está atendendo as exigências do mercado consumidor, recebendo 6,75% de incentivo da qualidade. Também foi observado avanço no atendimento/relacionamento com clientes e fornecedor (Alfa), sendo líder da cooperativa.
No segmento econômico, houve evolução significativa, pois no início do curso, a produção era de 11.356 litros/mês com 27 animais e, hoje é de 23.700 litros/mês, com 13 animais a mais, ou seja, com 40 animais. No quesito preservação ambiental, a propriedade conta com depósitos de dejetos de suínos, licença ambiental, composteira, reserva legal averbada, além de  devolver os medicamentos.
 Thomas e Schütz destacam que a comunicação entre as pessoas, integração sobre o trabalho e novas amizades através do curso estão entre os benefícios. Apontam também o conhecimento do trabalho e o controle da propriedade, que muitas vezes, deixava a desejar por não terem essa aprendizagem.“Todo conhecimento é bom, ainda mais no setor em que trabalhamos. Com isso, aprendemos que o mais importante não é a quantidade, mas a qualidade do produto final. Ganhamos conhecimento, amizades e a nossa propriedade ficou mais bela, com o grande valor da aprendizagem. Agradecemos ao consultor por abrir nossa visão e ao Sebrae, Aurora, Cooperalfa, Sicoob, Senar e Sescoop, por oferecerem estes treinamentos”.
O consultor credenciado ao Sebrae/SC, Ivan Antonio Brustolin, - responsável pela capacitação -  observa que após a participação no curso, os proprietários  evoluíram   em quesitos como planejamento do negócio, definição de metas, controles e organização da propriedade. “O curso ajudou os proprietários e familiares a despertar para novas oportunidades, visualizar os problemas, planejar, anotar e definir metas”, enfatiza.
O curso também possibilitou estabelecer a missão, valores e a visão de futuro da empresa. A missão é buscar a sustentabilidade na propriedade através das atividades desenvolvidas, realizando também a sucessão familiar e respeitando o meio ambiente. Os valores estão focados na família, comunidade, preservação e sustentabilidade, além de respeito e solidariedade. A visão de futuro é ser lembrado pela produção de leite e por manter a família unida.

AVANÇOS
Os avanços obtidos nas propriedades rurais, por meio do Programa de Desenvolvimento de Empreendedores Rurais Cooperativistas, são visíveis tanto na manutenção visual quanto na parte organizacional e econômica. “Somam-se a isso o resgate da autoestima e a volta de muitos filhos às propriedades, hoje econômica e socialmente sustentáveis, também estão entre os resultados significativos do projeto”, destaca o coordenador de treinamentos da Aurora, Joel Pinto.
O coordenador regional oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, lembra que o programa iniciou com foco estratégico voltado ao fortalecimento do sistema cooperativo, profissionalização da gestão nas propriedades rurais, melhoria da produtividade e qualidade dos produtos, elevação da qualidade de vida no campo, incentivo aos jovens a seguir no negócio rural e fortalecimento da sustentabilidade da agricultura familiar. Em 2014, a ação foi estendida às demais empresas da cadeia produtiva do agronegócio tanto rurais, quanto urbanas fornecedoras de insumos das cadeias produtivas de leite, aves e suínos e, portanto, passou a denominar-se Encadeamento Produtivo. 
A iniciativa é desenvolvida há 18 anos e foi responsável por formar aproximadamente 35 mil famílias rurais no oeste de Santa Catarina e em alguns municípios do Rio Grande do Sul.

Galeria de fotos

Fonte: MB Comunicação

Leia também...