Especial
21/08/2015 14:15 (atualizado em 24/08/2015 10:23)

Ipês trazem explosão de cores na região BELEZA Faltando mais de um mês para a primavera, as floradas dos ipês já embelezam os corredores das cidades da região. Apesar de não ter estações do ano bem definidas, a florada dos ipês é responsável por anunciar a chegada da primavera

As árvores dos ipês passam o ano todo quase impercebíveis. Mas estão por todos os lados. Na vias da cidade, em residências, instituições e crescem até em terrenos baldios. Porém, faltando mais de um mês para a primavera, as floradas dos ipês já embelezam a região. Apesar de não ter estações do ano bem definidas, a florada dos ipês é responsável por anunciar a chegada da primavera, entretanto, dessa vez começou mais cedo. É no auge da estiagem que a árvore floresce e transborda de beleza, o que ameniza a paisagem castigada pela ausência de chuva.
A beleza dos ipês conquista as pessoas que são apaixonadas pelas cores que a natureza proporciona, como é o caso do aposentado Nicolau Neuri Carneiro, 79 anos. Ele que é amante da natureza, principalmente pela exuberância das árvores de ipê, demonstra a alegria e o carinho que tem com a planta que cultiva há muitos anos. “Eu gosto de todas as plantas, mas a minha preferida é o pé de ipê”, conta.
A paixão pelo ipê nasceu desde criança. Carneiro conta que quando morava em Novo Hamburgo no Rio Grande do Sul, já apreciava as flores e as cores, além de brincar no cenário colorido que elas proporcionam. Com o passar dos anos, já morando em Palmitos, plantou e cultivou algumas mudas, que hoje florescem e encantam quem passa por elas. “Eu tinha duas árvores, mas quando vendi o terreno implorei para não fossem cortadas, e assim ficou. Hoje moro no terreno ao lado, onde plantei mais duas mudas de ipês, e a minha maior alegria é poder ver pela janela, as lindas flores que essa árvore proporciona. Passo tempo na janela observando a beleza da natureza, e admirando as cores que enfeitam o corredor”, conta admirado. 
Entre tantas qualidades do ipê, o aposentado exalta a admiração que tem pelas flores, que proporcionam alegria e embelezam o lugar onde estão plantadas. “Eu cultivo o ipê pela beleza que tem as flores, pois é uma árvore que não tem folha e é carregada de flores. E o mais engraçado, que a flor do ipê não tem cheiro, mas encanta pela beleza e as cores vibrantes”, evidencia. Carneiro mora no corredor turístico de Palmitos, e ele evidencia o prazer que sente em ver os turistas e até os palmitenses parar para fotografar as lindas flores do ipê. “A gente que é acostumada com a planta já acha linda, então imagina os outros que não convivem com ela”, comenta largando um grande sorriso. 
No contraste do céu azul, as cores vibrantes do ipê confortam o olhar, e estampa o sorriso no rosto do apostando. Para ele, cuidar dessas plantas é algo inexplicável, que mesmo quando as flores caiem, montam um cenário espetacular. “O ipê é uma planta que não traz tristeza, é maravilhoso presentear alguém com flores, enfeitar uma casa com essas flores lindas, principalmente misturando todas as tonalidades que o ipê oferece. O ipê derruba bastante de suas flores, mas elas servem de alimento para a árvore produzir mais, se tornando um adubo natural. E essas flores no chão não são sujeira, é outra maneira que o ipê encontrou de enfeitar todo o ambiente ao seu redor, onde as crianças adoram brincar, colorindo o espaço. Somente Deus para criar algo tão fantástico. O homem que estraga a natureza, Deus só criou coisas maravilhosas”, ressalta com o olhar nas árvores de ipê. 

Cores e crenças
A árvore do gênero das Tabebuias pode ser encontrada em quase todas as regiões do Brasil. O ipê apresenta flores de diversas cores e tonalidades. As diferenças das cores também são percebidas nos tamanhos das árvores. Os roxos e os rosas são mais altos, enquanto os brancos e amarelos, são menores, com aproximadamente 10 metros de altura. 
Em toda sua trajetória de vida, Carneiro conta que sempre ouviu se falar nas crenças do ipê. Ele salienta que quando o ipê floresce não cai mais geada, que é a época onde o calor é mais forte. Além disso, diversos escritores, compositores e cantores se inspiraram na beleza das flores do ipê para compor suas músicas e obras.
Os ipês apresentam as cores amarelo, lilás, rosa e branco. Todas com delicadeza e inspiração. Para Carneiro, os ipês brancos, parecem nuvens. O rosa e o lilás, que para ele são os mais lindos, trazem alegria, e, o amarelo é a natureza e o sol. “Hoje o ipê está muito lindo, eu paro para ficar admirando, olhando essa planta que encanta. Como é bonita uma flor natural, recheada e transferindo alegria para quem passa”, declara. 

Leia também...