Horoscopo
01/09/2015 09:55

A Semana Astrológica – Quando entrar setembro… Semana de 31 de agosto a 06 de setembro

Esta semana começa ainda na esteira da Lua Cheia, que aos poucos vai murchando, até se tornar Minguante no sábado.  Netuno está super ativo nesta semana, recebendo oposição do Sol, quincunce de Mercúrio, além dos aspectos da Lua e de Júpiter, que já se faz sentir também. Isso dá à semana um tom nebuloso, disperso e confuso, ao mesmo tempo em que nos perdemos em nostalgias melancólicas e anseios por coisas indefiníveis e indecifráveis. A semana traz ainda alguns eventos importantes, mas como SETEMBRO é um mês portentoso, de acontecimentos também bastante significativos, e vários alinhamentos. Vamos relacioná-los aqui:

SETEMBRO:

01 – O Sol se opõe a Netuno

01 – Vênus retrógrada faz conjunção a Marte em Leão

03 – Júpiter faz sesqui-quadratura a Urano

05 – O Sol faz trígono a Plutão

06 – Vênus volta ao movimento direto

13 – Eclipse Parcial do Sol, a 20°10’ de Virgem, ocorrendo num importante feriado judaico, o Rosh Hashaná

17 – Saturno ingressa em Sagitário (dia 18 para a Europa)

17 – Júpiter se opõe a Netuno pela primeira vez

17 – Mercúrio fica retrógrado a 15°52’ de Libra

23 – O Sol ingressa em Libra

25 – Marte ingressa em Virgem

25 – Plutão volta ao movimento direto

28 – Eclipse Total da Lua a 04°40’ de Áries, também ocorrendo numa festa judaica
Como vemos, o dia 17 recebe destaque especial, com três eventos de peso acontecendo no mesmo dia!  Uh-lá-lá! Apertem os cintos! Por que as festas judaicas são importantes? Segundo Júnia Caetano, astróloga do Rio de Janeiro, o calendário judaico é o mais simbólico dos calendários em vigor no Ocidente, então sempre que um eclipse ou configuração astrológica importante coincide com estas datas, sinaliza-se um tempo de importantes acontecimentos coletivos. Em sua palestra Linha do Tempo, proferida na Astrológica 2015, ela faz relações importantes entre a transição da Era de Áries para a de Peixes e a de Peixes para a de Aquário. Aparentemente as datas judaicas são fundamentais nessas transições porque trazem forte simbolismo.

Voltando à presente semana: começamos com a oposição do Sol a Netuno, que nubla e confunde tudo na segunda-feira. O Sol gradualmente entra em forma e se restabelece ao fazer trígono a Plutão no fim da semana.

Mercúrio já transita a zona sombria de retrogradação desde o dia 28 de agosto, então, coloquemos as barbas de molho enquanto procedemos com os providenciais backups de sistemas em geral. Nesta semana ele faz quincunce a Netuno, o que pode aumentar um pouco a sensação de confusão e dispersão já simbolizadas por Sol-Netuno. Mantenhamos os pés no chão e duvidemos de ideais perfeitos demais.
Vênus em Leão faz conjunção a Marte, uma conjunção muito importante porque ela está retrógrada. Hora de começar a reacender nossa paixão, de perscrutar e perceber o que realmente nos instiga e nos atrai, para muito além das belas aparências, olhos hipnóticos e palavras românticas. Vênus fica direta no dia 06, domingo, mas leva até o dia 09 de outubro para sair da zona de retrogradação e empreender sua lenta ascenção. Vênus teve sua Conjunção Inferior com o Sol no dia 15 de agosto, um período de reavaliação e sondagem para quais ações e atitudes serão mais adequadas daqui para a frente na área de relacionamentos e valores – como foi este período para você? Na semana passada ela já começou a se mostrar no céu novamente, só que agora aparece como Phosphoros, Estrela da Manhã, a Estrela Dalva – aliás, esta noite sonhei com que avistava Vênus na madrugada, conjunta a outro planeta, que no sonho julguei ser Mercúrio, mas na verdade é Marte (Mercúrio atualmente está à frente do Sol, aparecendo ao anoitecer). Se você é do tipo madrugador, vale a pena olhar para o Leste por volta das cinco da manhã até um pouco antes do nascer do Sol. Acho que vou fazer isso esta madrugada para ver Vênus e Marte juntos.

Marte – juntamente com Vênus – faz trígono a Urano em Áries, exato na semana que vem. Com dois significadores de relacionamentos em aspecto a Urano, precisamos inovar na forma de nos relacionar, de nos expressar afetivamente e na forma de agir também. E aí, vai ser, ou tá difícil?
Urano também é ativado por uma sesqui-quadratura vinda de Júpiter: acordamos para algumas questões que permaneciam inconscientes, relacionadas às revoluções filosóficas ocorridas por volta de junho de 2010 – como nossas crenças e filosofia de vida foram modificadas então? Viraram atitudes ou ficaram só no blá-blá-blá? Tornaram-se efetivas no nosso dia a dia e incrementaram nossa forma de ajudar e de servir aos outros ou somente lustraram nosso enorme ego?

Saturno transitando os últimos graus de Escorpião continua a nos dar uma sensação de urgência, ao mesmo tempo em que parece trazer um alívio, como olharmos o trabalho ainda por finalizar e nos regozijar por ver que está finalmente acabando… Depois disso podemos tomar um belo banho e ter um indulgir num belo descanso. Certo? Errado! O trabalho continua, é apenas um novo tipo de tarefa!

A Lua abre a semana na fase Cheia em Peixes. Torna-se Disseminadora em Áries na terça-feira, finca os pés no chão em Touro e oficializa o Minguante no sábado em Gêmeos, fechando a semana já em Câncer – super acelerada esta semana! Estabelece contatos com todos os demasi corpos celestes, sejam eles tensos, amenos ou bastante harmoniosos.
A SEGUNDA-FEIRA começa bastante confusa, difícil de ser digerida. A Lua abre o dia em Peixes, em trígono a Saturno. Ingressa em Áries às 5h32min, já se opondo a Mercúrio em Libra. Faz ainda quincunces a Júpiter e ao Sol em Virgem, fechando o dia em quadratura a Plutão em Capricórnio. O Sol está em oposição a Netuno, oposição que fica plena na primeira meia hora da terça-feira. Vênus e Marte estão em conjunção, plena também amanhã. O dia tem influências bastante contraditórias que podem comprometer nosso rendimento objetivo, caso não tenhamos cautela. A princípio estamos muito confusos e com nível de energia bastante baixo, talvez bastante desmotivados e duvidando de nós mesmos e de nossas certezas, porque elas se diluem, nos deixando muito inseguros sobre o que fazer a partir daqui – como andar em meio a um nevoeiro pesado, sem fazer ideia de para onde se está indo! Talvez pareçamos contraditórios para os outros, porque na verdade, nem nós entendemos a nós mesmos hoje. Tanta incerteza e confusão pode nos colocar no modo defensivo e talvez instiguemos confrontos desnecessários para buscar a auto-afirmação que não sentimos. Qualquer ideia contrária à nossa pode parecer então, um verdadeiro insulto ou provocação, o que provavelmente não é verdade. A tentação de pular para um debate acalorado é grande, porque sentimos grande necessidade de dissipar a névoa interior e externar o conflito interno entre o que sentimos e o que pensamos, mas talvez seja melhor adiar as confrontações abertas por enquanto, porque é muito possível que fiquemos ainda mais confusos e saiamos desmoralizados de tais conflitos – no meio da coisa toda tendemos a bancar a vítima o que é outra péssima ideia. Melhor mesmo utilizar essa efervescência mental toldada pelos sentimentos escaldantes para entrar em contato conosco mesmos, buscando um entendimento mais profundo de nossos impulsos e de nossas emoções conflitantes. Não é um bom dia para negociações, discussões ou debates importantes porque não temos clareza de nada, nem mesmo de nossas próprias motivações – ou falta de. É mais recomendável usar a sensibilidade e abertura psíquica para outros fins mais criativos e menos propensos a nos colocar em imbróglios difíceis de resolver depois. Atenção também para não dissiparmos a pouca energia nos perdendo em devaneios, construindo castelos em nuvens passageiras, o que nos fará despertar com sabor de desapontamento na boca.
Esse clima nebuloso perdura na TERÇA-FEIRA, mas a atmosfera também fica mais intensa e fogosa!  Isso porque Além da exatidão da oposição Sol-Netuno, temos depois a plenitude da conjunção Vênus-Marte. Para pôr mais lenha na fogueira, a Lua Ariana quadra Plutão e forma uma ampla Cruz T envolvendo Mercúrio em Libra. A Lua ainda se alia a Urano, ficando vazia depois deste contato, às 14h38min. A Lua torna-se DISSEMINADORA ao fazer sesqui-quadratura ao Sol. Marte toma a iniciativa e parte para cima de Vênus, que se já é normalmente passiva, quando retrógrada, fica mais ainda. O resultado é um dia em que há grande estímulo sexual e muita atração no ar, faíscas saindo em todas as direções. Tudo intensificado pelo fato de a Lua, regida por Marte, estar em quadratura a Plutão, o que a torna ainda mais faminta e incendiária. Se não achamos uma saída para tanta excitação e toda essa carga erótica, podemos ficar bastante frustrados, irritados ou propensos a disputas, mas ainda podemos colocar toda a enrgia em atividades criativas e até mesmo no trabalho, porque estamos animados e dispostos a entrar em ação. Normalmente este trânsito se manifestaria de forma exclusivamente sexual, mas o regente de Marte e Vênus, o senhor Sol, está em oposição a Netuno, adicionando um quê de romantismo e magia, tornando os contatos mais do que meros encontros sexuais com o intuito único da descarga física. Talvez algo neste encontro toque fundo na nossa alma e desperte fantasias e sonhos esquecidos… Contudo, ainda precisamos ter cuidado porque Netuno é um enganador… Uma das partes pode se sentir “fisgada” enquanto a outra talvez queira apenas satisfazer o próprio ego e as necessidades físicas. De toda forma, com a Lua em oposição a Urano, e os mesmos Vênus e Marte em contato com ele também, é preciso ficar atento porque isso pode ser mesmo “fogo de palha” e funcionar como algo que vem nos chacoalhar do nosso marasmo, não necessariamente feito para durar. Inovador e surpreendente certamente é! E cabe a pergunta: o que acende a nossa paixão?
A Lua abre a QUARTA-FEIRA vazia em Áries. Entra em Touro às 06h01min. Faz trígonos a Júpiter e ao Sol em Virgem e a Plutão em Capricórnio, formando um Grande Trígono em Terra que ajuda a aterrar toda a energia do enlace incendiário Vênus-Marte. Precisamos mesmo de bastante terra porque a Lua faz sextil a Netuno e quincunce a Mercúrio, que também faz quincunce a Netuno e vira foco de um Yod-Dedo de Deus. Vênus também está em quincunce a Plutão.  A diretividade e economia da Lua Taurina entram em choque com a gentileza suave do Mercúrio Libriano, que vacila, hesita e se nega a se expressar de forma direta, deixando todos ao redor exasperados. Quem somos nós nesse jogo de pique-esconde, a Lua brusca e realista ou o Mercúrio que enerva a todos tentando agradar? Um ou outro, o resultado é entraves na comunicação que não flui e fica sujeita a rompantes de línguas afiadas com pedidos de desculpas posteriores, que torna tudo ainda mais embaraçoso, porque soa falso e montado. Por que temos tanto receio de desagradar com nossas ideias? Talvez porque já saibamos de antemão que é impossível agradar a todos e estar em estado permanente de serenidade e equilíbrio. Aceitar os altos e baixos da alma – e consequentemente da vida lá fora – já nos permitirá relaxar um pouco e sair dessa posição tensa de quem se vigia o tempo todo com medo de dizer a coisa errada na hora errada. Isso eventualmente acontece a todos e é exatamente resultado da discrepância entre o que realmente pensamos e sentimos, versus o que a etiqueta social dita. Mas sim, já falei várias vezes por aqui: é possível ser sincero E gentil desde que tenhamos claros os nossos valores mais essenciais. O Grande Trígono em Terra ajuda a acharmos chão firme e não meter os pés pelas mãos.
De Touro a Lua faz quadratura à sua anfitriã, Vênus Rx e a Marte em Leão na QUINTA-FEIRA. A Lua ainda faz sesqui-quadratura a Mercúrio, e sextil a Quíron e fecha o dia em oposição a Saturno. Mas outros aspectos colorem o dia de desconforto: Mercúrio está em quincunce quase exato a Netuno e Júpiter faz sesqui-quadratura a Urano. Dona Lua intrometida vem se meter no idílio amoroso de Marte-Vênus, feito a vizinha fofoqueira e invejosa do prazer e deleite alheios, ou poderia ser também a própria sogra se metendo nos assuntos do casal. O certo é que há um antagonismo permeando as interações, especialmente as românticas. Ciúmes e possessividade estão no menu do dia, assim como rigidez e inflexibilidade nas posturas e atitudes, boa parte disso motivada por incertezas que nos alfinetam e tornam inseguros do nosso próprio valor. Sentimos profundamente no coração e no corpo, mas temos dificuldade de expressar com clareza. Entretanto, a famosa economia de palavras Taurina pode ser providencial no dia de hoje, porque ajuda a evitar confusão – é claro, desde que isso não vire agressividade passiva e nem seja compensado nos excessos à mesa.
O quincunce Mercúrio-Netuno fica exato na primeira hora da SEXTA-FEIRA. A Lua Taurina se indispõe de forma bem inconsciente com Plutão em Capricórnio, mas a ação fica mesmo por conta da oposição a Saturno e da formação de uma Cruz T fora de signo quando ela entrar em Gêmeos às 07h47min, e fizer quadratura a Júpiter e a Netuno.  Marte está bem próximo do trígono a Urano. Dia que começa de forma dura e intransigente, descambando depois para um torvelinho confuso em que embaralhamos pensamentos e emoções. Ficamos super dispersos, distraindo-nos até com uma mosca pousando na parede. Nesse contexto fica difícil concluir qualquer tarefa de forma satisfatória. Tentamos levar tudo com leveza e bom humor, mas nos descobrimos assoberbados de tarefas, pensamentos, palavras, vozes internas… Típico de quem tenta abraçar o mundo com as pernas se envolvendo em coisas demais ao mesmo tempo – o transbordamento é mera questão de tempo. Clareza e foco é matéria super escassa hoje, ainda mais que Mercúrio também está às voltas com Netuno. O negócio é respirar fundo e concentrar-se no aqui e agora. Uma coisa de cada vez, tomando cuidado para a o humor não ficar histriônico ou de mau gosto rasgado. Respirar também ajuda a desanuviar a mente e, surpresa! É grátis!!
O tsunami mental diminui um pouco no SÁBADO, mas ainda requer esforço manter a concentração. A Lua Geminiana se torna Minguante ao fazer quadratura ao Sol, numa T-Square que ainda envolve Netuno. A Lua ainda faz trígono a seu regente, Netuno e se afina também com Vênus-Marte em Leão e Urano em Áries, o que de fato, ajuda a ter uma perspectiva mais desapegada dos problemas e buscar formas inventivas de resolvê-los. Mas do sextil a Vênus nasce também um Yod que tem Plutão como foco e depois de urano ela faz quadratura a Quíron. O Sol está em trígono pleno a Plutão e Vênus estaciona às 05h29min, a 14°24 de Leão. A Lua fica vazia depois do contato com Urano, às 20h05min – Affe! Que céu super-hiper ocupado! É hora de soltar e deixar ir, soltar-se especialmente das tentativas vãs de controle, que só nos adoecem e fazem parecer patéticos ao tentar manipular tudo para sair conforme desejamos, mesmo que isso signifique manobrar situações à revelia dos interesses alheios. O Sol em trígono a Plutão nos ajuda a olhar dentro de nós e identificar e filtrar o poder que transforma do poder que é inútil e só atende ou mascara as inseguranças crônicas do ego. Vênus vai lentamente despertando de seu sono de Bela Adormecida, mas ainda permanece em estado letárgico. Estacionária, sua ação é super potente e nos convida a olhar com muito cuidado os assuntos do coração e do bolso. Toda atenção e cautela porque há uma sensibilidade aguda e uma qualidade compulsiva ao redor destes temas hoje.
O DOMINGO começa preguiçoso com Vênus despertando de seu longo sono, tornando-se direta – mas ainda estacionária – às 05h29min. A subida será lenta e gradual, mas ela retornar transformada. A Lua Geminiana está vazia e virtualmente sem aspectos, faz apenas quincunce a Saturno em Escorpião. Ingressa em Câncer somente às 14h39min, mudando totalmente a vibração do dia, adicionando um sentimento afável e uma generosidade motivadas pelo contato com Júpiter em Virgem. O dia tem um tom diferente, tudo está igual, mas algo parece ter mudado de forma inexorável dentro de nós. Nossos valores, nossa relação conosco mesmos, nossa forma de aproveitar a vida… Algo sutil, mas definitivo. Cruzamos um limiar de uma consciência, que descortina uma forma reformada e insólita de nos valorizarmos e, consequentemente, sermos valorizados pelos que nos cercam e mesmo que isso não ocorra, talvez já não dependamos tanto de seus olhares para nos sentirmos amados e desejados. É um novo dia, um novo ciclo, uma nova maneira de nos expressarmos. A Lua Minguante e Canceriana nos chama ao recolhimento familiar, a melhor pedida do dia!

Uma linda semana para você, cheia de luz, muitas bênçãos e trilhos limpos e abertos!

Galeria de fotos

Fonte: http://mariaeunicesousa.com/

Leia também...