Geral
13/11/2015 16:57 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

A OMISSÃO

“Eu não tenho medo dos corruptos, dos maus e dos malfeitores, eu tenho medo é das pessoas boas que são omissas” (Martin Luterking).
A omissão se dá em função do medo da verdade e das conseqüências que podem ocorrer a partir daí, e por isso os omissos preferem transferir o problema para mais adiante, sem solucioná-lo porém, mais tarde, este problema vai retornar maior e  pior do que antes.
A omissão pode ser estrutural e estar a muito tempo com quem pratica a omissão. Não tomar decisões é empurrar os problemas para frente, só que começa a se formar uma represa a tal ponto que a resistência não segura mais, e quando estoura o estrago é irreparável.
A maioria dos empresários que contratam uma consultoria, na verdade, procuram alguém como âncora para tomadas de decisões que vinha há anos empurrando com a barriga, por medo de ouvir a verdade, ou por falta de autoconfiança, preferem empurrar o cisco para baixo do tapete porém o retorno vai ser bem pior do que tivesse tido esta atitude no inicio. 
O que mais impressiona é que muitos que agem desta forma, vivem uma vida de enganação. Vejamos alguns exemplos:
- Não faz exames médicos de medo de descobrir alguma doença.
- Não consultam o saldo bancário de medo que ele esteja negativo.
- Não confessam seus pecados de medo das indulgências.
- Não conversam abertamente suas angústias com seu cônjuge de medo das verdades.
- Não falam em público de medo das críticas.
Enfim, são tantos os atos de omissão onde se protelam as decisões que pode ser tarde demais e aí não adianta se arrepender.
Isso é mais ou menos como a estória de um alpinista cujo (autor desconhecido),
que em desespero e falta de coragem de tomar decisão, suplicou a Deus para sua salvação.
- Oh! Meu Deus! Ajude-me!!!
De repente, uma voz grave e profunda vinda do céu responde:
- O que você quer de mim, meu filho?
- Me salve Meu Deus, por favor!
- Você realmente acredita que Eu possa te salvar?
- Eu tenho certeza meu Deus! 
- Então corte a corda que te mantém pendurado.
O homem se agarrou mais ainda à corda e refletiu que se fizesse isso morreria.
No outro dia encontraram um alpinista congelado, morto, agarrado com as suas duas mãos a uma corda, HÁ TÃO SOMENTE DOIS METROS DO CHÃO. 
Portanto, a pior decisão é não tomar decisão, isso às vezes pode lhe custar a própria vida.
Até a próxima!

Leia também...