Geral
04/12/2015 15:15 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

REGRAS FUNDAMENTAIS PARA DEPOIS DOS 60 ANOS

“Quem acordar sem dor depois dos sessenta anos é porque já morreu!”
Segundo "Cervantes", depois dos 60 anos a vida de trabalho vai diminuindo e, por conta disso, devemos aproveitá-la um pouco mais o que talvez não soubemos fazer até então. Vejamos algumas regras que, se seguidas conforme a orientação de Servantes, poderão nos ajudar:
 1. - É hora de usar o dinheiro que você economizou e não guardá-lo para que o desfrutem os que não conhecem o sacrifício de havê-lo conseguido, geralmente pessoas que nem sequer são da família: genros, noras, sobrinhos.
2. Deixe de preocupar-se com a situação financeira de filhos e netos. Não se sinta culpado de gastar seu próprio dinheiro consigo mesmo. Provavelmente você já lhes ofereceu o que foi possível na infância e juventude, como uma boa educação. Agora, portanto, a responsabilidade é deles. 
3. Faça exercícios físicos moderados e alimente-se bem, faça tudo o que lhe dá prazer sem exageros. 
4. Compre sempre o melhor e mais fino para você. Recorde-se que nesta época, o objetivo chave é gastar seu dinheiro consigo mesmo, com seus gostos e caprichos.
5. Nesta idade, mantenha sempre vivo o amor. O amor da sua parceira (o), o amor à vida, o amor ao seu próximo.
6. Seja vaidoso (a), frequente o salão de estética, faça as unhas, vá ao dermatologista, ao dentista, use perfumes e cremes, fique belo(a) e bem-cuidado(a). 
7. Nada de ser muito moderno, tente ser clássico. É triste e dá pena de ver gente idosa com penteados e roupas feitas para jovenzinhos, se for homem nunca pinte o cabelo. 
8. Mantenha-se sempre atualizado, visite a internet com certa frequência, utilize-se das redes sociais, mas sem afobação para não criar vício com as mesmas. 
9. Respeite os jovens apesar de que, às vezes, estes possam estar equivocados. Muitos deles estão hoje, mais bem preparados do que nós estávamos quando tínhamos a sua idade. 
10. Jamais use a expressão: "No meu tempo", seu tempo é hoje, não se confunda. Está certo recordar o passado, mas com nostalgia moderada e feliz de havê-lo vivido. 
11. Não vá viver com filhos ou netos, mas sim apenas passar alguns dias por mês com eles, como convidado, respeite a intimidade dos mesmos, mas especialmente a sua. 
12. Conviva com pessoas da sua geração e, o mais importante, não dar trabalho a ninguém. Aproxime-se de gente positiva e alegre, nunca com "velhos amargurados". 
13. Cultive um passatempo, viajar, caminhar, cozinhar, ler, dançar, criar um cão, cuidar das plantas, jogar, navegar pela internet. Faça o que você gosta com seus recursos.
14. Aceite todos os convites desde batizados, colação de grau, aniversários, bodas, o importante é sair de casa e conviver com os outros.
15. Fale pouco e escute mais. Sua vida e seu passado só interessam a você mesmo. Se alguém lhe perguntar sobre o passado, seja breve e procure falar de coisas boas. 
16. As dores e as doenças estarão sempre presentes. Não as torne mais problemáticas do que são, falando sobre elas aos outros, pois terá com isso, de ouvi-los contar sobre as suas.
17. Procure ter uma crença. Vivencie intensamente o seu Deus. O bom é que em breve, “poderá fazer seus pedidos pessoalmente a ele”. 
18. Ria, ria muito, ria de tudo. Você tem sorte, teve uma vida, uma vida longa, e a morte será apenas uma nova etapa incerta, assim como foi incerta toda sua vida.
19. Não se preocupe com o que dizem, menos ainda do que pensem de você. Se alguém lhe disser que agora você não faz nada de importante, não se preocupe. O mais importante agora é você.  E lembre-se: "A vida é por demais curta para se beber vinho ruim".
Para finalizar: Quem não quer envelhecer, procure morrer cedo.
Até a próxima.



Leia também...