Geral
18/03/2016 11:06 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Pneumologista alerta sobre nova vacina e tratamento para a Gripe A SAÚDE Conforme o pneumologista Alisson Rodrigues, a vacinação é a forma mais eficaz de evitar o contágio. Segundo ele uma nova vacina chamada Tetravalente da Gripe, além de garantir imunização contra todas cepas de Influenza A (incluindo H1N1), também protege contra todas as formas de Influenza B

SÃO MIGUEL DO OESTE -A chegada do outono está próxima, e como é comum nesta época do ano há quedas de temperaturas mais bruscas que contribuem para doenças como gripes e resfriados. Nos últimos anos, a chamada Gripe A, também tem deixado em alerta a população. 
Conforme o pneumologista credenciado na Unimed Mais, Alisson Rodrigues, a Influenza Sazonal, conhecida como gripe, é uma doença aguda das vias respiratórias. E apesar de apresentarem sintomas em comum, resfriado e gripe são enfermidades diferentes. O primeiro pode ser causado por rinovírus ou coronavírus, e o segundo pelo vírus influenza, que é mais agressivo e causa sintomas mais severos e mais graves.
Segundo o médico, existem vários tipos de vírus influenza, entre eles o H1N1, causador da gripe suína. “Quando falamos somente “gripe”, de maneira geral estamos nos referindo àquela causada pelos vírus influenza A, B e C, sendo que o subtipo Cnão causa sintomas e o/ou complicações mais graves”, explica. Rodrigues destaca que gripe é mais frequente no inverno ou em períodos mais frios, por isso recebe o nome de Influenza sazonal. No Sul, ocorre mais entre abril e agosto.
Crianças com menos de dois anos, adultos com mais de 65 anos, gestantes, portadores de doenças crônicas (asma, diabetes e hipertensão arterial), imunodeprimidos e obesos são mais suscetíveis às complicações da doença.

SINAIS E SINTOMAS
O pneumologista explica que, a gripe normalmente tem início abrupto e começa de três a quatro dias após a infecção pelo vírus, com febre alta, mal estar, dor de cabeça e no corpo. Pode haver tosse, dor de garganta, nas articulações e coriza. Algumas pessoas, principalmente crianças, podem ter diarréia e vômitos. “A gripe não complicada costuma melhorar em até cinco dias a partir do início dos sintomas. Em pessoas vulneráveis, a gripe pode desencadear outras infecções associadas ou causar complicações pulmonares graves, pela própria infecção viral”, esclarece.

TRANSMISSÃO E TRATAMENTO
De acordo com Rodrigues, a forma mais comum de transmissão doInfluenza se dá entre pessoas, por meio de gotículas de saliva expelidas pela tosse, espirro ou simplesmente pela fala. Transmissão indireta, ao levar as mãos que tocaram superfícies contaminadas até a boca, nariz ou olhos, também pode ocorrer.
O especialista destaca que a melhor forma de evitar o contágio é por meio da vacinação. Estando gripado, é importante cobrir a boca ao tossir ou espirrar para evitar a transmissão.Lavar as mãos com frequência, para evitar que ela seja levada à boca após ser contaminada.  Ainda, segundo ele, até 2014, a única opção era a vacina trivalente, que oferecia proteção para todos os subtipos de Influenza A e 1 subtipo da Influenza B. “Este ano, existe uma nova formulação, que é a chamada Vacina Tetravalente da Gripe, que além de garantir imunização contra todas cepas de Influenza A (incluindo H1N1), também protege contra todas as formas de Influenza B, permitindo cobertura mais completa para o combate adequado contra a Gripe e suas complicações”, finaliza.

Galeria de fotos

Leia também...