Política
23/09/2016 10:00 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

“Administração precisa ser a mola propulsora do desenvolvimento” ELEIÇÃO Leonir Antônio Hentges(PSDB) é o candidato a prefeito pela coligação “Novos Rumos com a Força do Povo”, formada pelo PP, PDT, PR, PSDB e PSD, em Águas de Chapecó

Expresso – Primeiramente nos fale um pouco sobre o senhor. Quem é Leonir Antônio Hentges (Canico)?
Leonir Hentges - Sou Leonir Antônio Hentges, nascido no município de Águas de Chapecó, trabalhei desde cedo na atividade do comércio, na linha Sobradinho, no interior do município, juntamente com meus pais. Fui eleito vereador, em três mandatos, no período de 1997 a 2008, me licenciei da atividade legislativa, vindo a assumir a pasta da saúde no município, por cinco anos e atualmente trabalho na agricultura.


Expresso – Sabemos que todos os setores da administração pública são importantes e merecem atenção, mas, qual sua principal bandeira de campanha?
Leonir Hentges - Todos os setores da Administração são importantes, merecendo cada qual especial atenção, pois a Administração precisa ser a mola propulsora do desenvolvimento, acreditamos que a agricultura, como principal fonte de arrecadações do município, demanda um particular tratamento, sem desmerecer, por óbvio, a geração de emprego e renda, o turismo, a saúde, a educação, e, principalmente, a Administração geral, onde as decisões são tomadas e o trato da coisa pública é avaliado.

Expresso – Independente do município em questão, a Saúde Pública é sempre muito cobrada e criticada. Aqui em Águas de Chapecó, qual o diagnóstico que o senhor faz da Saúde Pública?
Leonir Hentges- Acredito que nesse momento, a saúde pública precisa ser priorizada. O município de Águas de Chapecó contou, durante algum tempo, com uma unidade de saúde de atendimento integral, que foi desativada e precisa ser restituída, pois a população clama pela reabertura e o restabelecimento dos atendimentos. É preciso ainda, fortalecer os programas que já existem em funcionamento, e buscar recursos para a implementação de novos atendimentos, valorizando o ser humano, que busca pelo atendimento na saúde pública municipal.

Expresso – Os últimos dois anos foram desafiadores para os gestores públicos, em especial para os prefeitos, com queda das receitas e, em alguns casos, dificuldades em até mesmo fechar as contas. Os próximos anos também prometem ser difíceis. Caso eleito, qual as medidas que precisam ser tomadas para manter o investimento no município, mesmo com baixa na arrecadação?
LeonirHentges- Mesmo fora da vida pública atualmente, temos acompanhado a evolução das receitas e despesas do município de Águas de Chapecó e podemos afirmar, que as receitas públicas tem se mantido razoáveis, o que é preciso é gestão eficiente, que permita a redução de gastos, notadamente em despesas com pessoal, desonerando a folha de pagamento e podendo, assim, aplicar o objeto da economia, em obras e investimentos que restabelecerão o desenvolvimento.

O que é preciso é gestão eficiente, que permita a redução de gastos, notadamente em despesas com pessoal, desonerando a folha de pagamento

Expresso – Na visão do senhor, qual o setor com mais problemas e que necessita de maior atenção da Administração Pública em Águas de Chapecó? E quais suas propostas para reverter o quadro?
Leonir Hentges- Todos os setores precisam da atenção da Administração, entretanto, como já mencionado antes, acreditamos que a agricultura e a geração de empregos e rendas, mediante o apoio à indústria, o comércio e o turismo, sejam nesse momento, os pontos que precisam ser priorizados. A proposta para reverter a situação hoje existente, a nosso entendimento, gira exatamente na necessidade de aprimorar a gestão dos recursos arrecadados, pois é preciso cada vez mais profissionalizar o serviço público e adequar os gastos com pessoal, que é o principal dispêndio da Administração, à uma realidade que permita ao município capacidade de investimento.

Expresso – O Brasil atravessa uma crise econômica e política, com a população descrente sobre os políticos brasileiros. Por que a população de Águas de Chapecó deve pensar diferente e acreditar no senhor, na sua proposta de campanha?
Leonir Hentges- O atual momento e cenário político, de fato tem gerado o descrédito do eleitor em seus governantes, mas o nosso foco será justamente em reverter essa situação, mediante a prática de um governo sério e eficiente. Sou um político ficha limpa, acredito nas pessoas e vamos juntos com a população de Águas de Chapecó, fazer uma Administração voltada ao verdadeiro interesse público, especialmente ouvindo as pessoas e conhecendo de seus problemas e necessidades.

Expresso – O senhor é o candidato de oposição. De que forma o senhor avalia o atual governo de André Max Tormen? 
Leonir Hentges- Todos os administradores que passarem pela vida pública, se bem intencionados, deixarão suas marcas, positivas ou não, todos terão seus méritos e seus créditos. Acreditamos que quem irá avaliar a gestão administrativa do atual governante, é a população do município, que no próximo dia dois de outubro, terá a oportunidade de eleger seus governantes para os próximos quatro anos. A maioria da população eleitora, é quem avaliará o Governo Municipal.

Acreditamos que quem irá avaliar a gestão administrativa do atual governante, é a população do município, que no próximo dia dois de outubro

Expresso – O senhor integra a coligação de oposição concorrendo contra o candidato do atual governo? O senhor acredita que isso te ajuda ou atrapalha?
Leonir Hentges- Não acreditamos que tal condição ajude ou atrapalhe, pois nossa proposta para administrar o município de Águas de Chapecó, não passa por situação ou oposição, querermos administrar juntos, com os vereadores e, em especial com a população, pois entendemos que é necessário a maior conjugação de esforços possível, num mesmo objetivo, para que então possamos alcançar os objetivos perseguidos, em especial o desenvolvimento humano e das instituições.

Galeria de fotos

Leia também...