Policia
10/02/2017 10:34 (atualizado em 10/02/2017 10:35)

Piracema chega ao fim com valor em autuação maior que período anterior Piracema chega ao fim com valor em autuação maior que período anterior


Entre 01 de outubro de 2016 e 31 de janeiro de 2017 os rios da região do Extremo Oeste estiveram sob a égide do período denominado Piracema, também conhecido como período defeso, quando a prática da pesca sofre diversas restrições. Neste período, a Polícia Militar Ambiental realizou diversas atividades de orientação e fiscalização nos principais rios da região, contemplando variados dias, locais e horários, resultando em aproximadamente 230 pessoas abordadas em locais de pesca.
Entre os materiais apreendidos, destacam-se:61 redes de diversas malhas, totalizando aproximadamente 1.350 metros de extensão;68 esperas; quatro espinhéis, com um total de 310 metros de extensão;18 molinetes/carretilhas; duas embarcações e três motores.
Em virtude das irregularidades ambientais constatadas, o1º Tenente e Comandante da Polícia Militar Ambiental no Extremo Oeste Everton Carlos Roncaglio, foram lavrados 14 Autos de Infração Ambiental, totalizando R$ 13.400,00 em autuações administrativas.
Num comparativo com o último período da Piracema, Roncaglioinforma que houve um aumento no número e no valor das autuações, passando de R$ 4.210,00 para R$ 13.400,00, assim como a apreensão de materiais utilizados de forma indevida, a exemplo da quantidade de redes, aumentando de 904 para 1.351 metros neste período.
Ele ressalta que, mesmo findado o período da Piracema, algumas regras sobre a prática da pesca precisam ser observadas, tanto para pescadores amadores como para profissionais.

Galeria de fotos

Leia também...