Politica
31/03/2017 11:31 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Aprovado projeto que amplia vagas de cargos comissionados em Mondaí O projeto enviado pelo Executivo foi discutido entre os vereadores. Os de oposição criticaram a matéria e se manifestaram contra, enquanto que os da situação, justificaram a aprovação do projeto

   Na noite de segunda-feira, dia 27, foi realizada a 8ª sessão ordinária, da Câmara Municipal de Vereadores de Mondaí.O encontro, que contou com a presença de todos os edis, e a participação de um grande número de munícipes, que foram acompanhar os trabalhos dos vereadores e a votação dos projetos que estavam em pauta.
O destaque foi a votação e aprovação do projeto de lei número 1/2017, de caráter polêmico, que trata da criação de cargos comissionados. As vagas referentes ao projeto são de assessor jurídico do gabinete do prefeito, assessor técnico consultivo no setor de licitações, diretor geral de licitações e duas vagas de diretor geral, sendo que este último cargo já existia, mas será ampliado de quatro para seis vagas.
O projeto enviado pelo Executivo foi discutido entre os vereadores.Os de oposição criticaram a matéria e se manifestaram contra, enquanto que os da situação, justificaram a aprovação do projeto.No final o projeto foi aprovado por 06 votos a 03.

Administração esclarece projeto encaminhado ao legislativo

O prefeito de Mondaí, Valdir Rubert, esclarece que uma das vagas é de assessor jurídico para o prefeito. Ele explica que trata-se de um cargo de confiança, que faz o assessoramento e que já existia nas administrações anteriores.
Rubert menciona que o último prefeito tinha o serviço de assessor jurídico terceirizado, o qual enfrentou um problema na justiça. Sendo assim, a administração atual vai criar esse cargo, que é de direito do prefeito, como forma de não ocorrerem novos impasses.
No que se refere aos valores, a remuneração foi diminuída. O prefeito explica que outros cargos também foram criados como o de diretor geral de licitações.A função já era ocupada anteriormente, mas, no final do ano passado, um funcionário efetivo se aposentou e outro pediu exoneração do cargo.
Também foram ampliadas as vagas de diretor geral, o que não significa que elas serão utilizadas.Rubert esclarece que não estão sendo criados novos cargos, mas sim, ocupados aqueles onde a administração enfrenta dificuldades e que são necessários para o andamento da máquina pública.

Galeria de fotos

Leia também...