Geral
29/06/2017 16:11 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

QUEM SERÁ QUEM NESTAS HORAS

O suposto caso de corrupção envolvendo o atual presidente de República Michel Temer deve nos próximos dias ser encaminhado para a Câmara dos Deputados, onde eles deverão dizer se aceitam ou não a denúncia contra o presidente. Um território bem conhecido por Temer pois, foi lá que ele presidiu a casa por duas vezes e conhece muito bem os corredores, gabinetes e como funciona o toma lá da cá que os parlamentares estão acostumados a proferir. Como ocorreu com a casa de Dilma na ante véspera do impeachment ela tentou de todas as formas reverter o quadro através de acertos de cargos, benéficos e emendas parlamentares. O que não será diferente com Temer, pois o episódio já está bem escancarado e nem se esconde mais. Nesta semana vivenciamos os próprios peemedebistas que foram degolados com exoneração de seus aliados por não estarem junto com o governo nas aprovações de pacotes importantes como reformas e outros. Recentemente o próprio poderoso Senador Renan Calheiros foi destituído como líder do governo no senado por fortes críticas a Temer. Imaginamos as negociações que deverão estar sendo sabatinados após a chegada do processo na casa. Quanto isso vai custar para o governo e como isso vai ser ingerido pela população? pois, ninguém pode deixar de pensar que o arquivamento do processo de Temer pelos deputados aliados não causará um desgaste eleitoral na base, podendo refletir nas eleições de 2018. E isso nenhum político quer... Como diz um colunista político, os eleitos gostam de nadar em águas calmas e sem correnteza, mas quando vem a tempestade são os primeiros a procurar algo para se agarrar e tentar ficar vivo. A exposição na mídia nacional, sem citar meios de comunicação, pois o caso ganhará vitrine imensurável, dos deputados que estarão aprovando ou reprovando o processo pode sim causar um grande desgaste eleitoral, ainda mais com a baixa popularidade do governo, pois como diz um velho ditado quem não deve não TEME – R. Deixa o processo correr e as provas que vão dizer quem está dizendo a verdade.
 
BRS E SCs: UMA VERGONHA...
Pois bem, muito se foi falado, muito se foi escrito, muito se foi pensado mas, na verdade até o momento só temos uma tapa buraco e uma visita do Ministro dos Transportes para nos consolar.  Sem muito para dizer o Ministro Maurício Quintella (PR), deve percorrer as BRs 163, 282 e 153 para ver o verdadeiro estado de calamidade que elas se encontram. Apesar que, não precisavam vir aqui para ver isso, era só acessar os sites de notícias da região, que ele saberia como se encontram nossas rodovias, e determinar uma ação imediata para resolver o mais rapidamente o problema. Pior que isso são os políticos que no passado estiveram no poder, ou os que hoje estão no poder, usam as redes sociais de forma politiqueira para mostrar o problema exigindo agilidade das autoridades. Nossa região sempre esteve na última lista de prioridades, e não será desta vez que mudará isso. Infelizmente as prioridades de qualquer governo se mede pela intensidade dos votos, e no caso do país o sul representa menos de 20% do eleitorado e no caso do estado a região oeste menos que isso. Exemplo típico que estamos abordando será o empréstimo de R$1,5 bilhões do governo do estado onde 50% deste montante será aplicado na capital do estado, onde concentra boa parte dos eleitores de Santa Catarina, o resto será dividido entre os 294 municípios.  

Leia também...