Geral
14/07/2017 07:36 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

AS SDRS E AS ELEIÇÕES

Criadas com o objetivo de aproximar o Governo do Estado com os cidadãos do interior, e desburocratizar as ações junto as prefeituras as SDRs hoje denominadas ADRs entram novamente na pauta de discussão das eleições de 2018. O PMDB, pai das secretarias através do saudoso Luiz Henrique da Silveira, defende a permanência das SDRs. Deve ter em seu plano de governo a reestruturação das regionais e uma das mudanças seria a redução das 35 ADRs. Segundo lideranças do partido a ideia que todas as cidades onde as associações de municípios tenham sede a SDRs sejam mantidas ou implantadas. Uma bandeira do PMDB que levou sem dúvida alguma a aproximação do catarinense do interior com governo, trouxe desenvolvimento para todas a regiões do estado, mas que nos últimos anos além de perder sua essência, hoje não passa de uma forma de atender os desejos de deputados e partidos com cargos de correligionários. Já partidos como PP, PR, PT, PSDB e até mesmo lideranças do PSD pretendem extinguir as ADRs. Sem operação, sem recursos, sem utilidade e sem crédito as regionais realmente não têm função alguma assim como está, pois com certeza os autos custos com salários e manutenção exoneram os cofres públicos. Iniciada a corrida para as eleições do ano que vem, nada melhor que chamar a população para o debate. Em tempos onde corrupção, crise econômica e falta de recursos públicos estão em alta, para quem defende a manutenção os argumentos deverão ser bem convincentes, o povo não quer mais desculpas. Já os do contra, será fácil difamar, e pode contabilizar pontos na eleição, sem esquecer que boa parte dos que hoje defendem o fechamento a pouco tempo atrás brigavam para colocar um dos seus correligionários, cabos eleitorais das futuras campanhas. Nada como um dia depois do outro...Cuspindo no prato que comeram! 

EQUIPAMENTOS DE ÚLTIMA GERAÇÃO( foto)
Após nosso diretor do Dnit fiscalizar as belas rodovias de nossa região na semana passada, os trabalhos intensos para tapar os buracos chamaram a atenção da comunidade regional. Na foto podemos observar que a tecnologia usada pelas empresas contratadas para manutenção demonstra a situação que nosso governo se encontra. Um amigo que passava na BR 158 entre Palmitos ao trevo de Maravilha  flagrou os trabalhadores utilizando os equipamentos de última geração. Em seu comentário, ele disse: “2017, Maquinário de última geração para recapeamento de asfalto, tudo brasileiro”. Picareta, pá, carrinho de mão, sem esquecer o assoprador... o retrato de nosso país que para salvar o presidente da vergonha de ser processado troca deputados de comissões e libera bilhões em verbas para garantir a permanência, o pobre coitado do motorista que trafega diariamente fica com isso que a foto está registrando: a decadência do sistema!

Galeria de fotos

Leia também...