Geral
10/11/2017 10:00 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Palmitos atende mais de duas mil pessoas no serviço social São ofertadas iniciativas sociais para o bem comum dos cidadãos palmitenses, como suporte social e psicológico às famílias em situação de vulnerabilidade social, devido a fragilização dos vínculos familiares ou com a comunidade

Palmitos 
 Com o objetivo de promover e oferecer melhores serviços aos cidadãos, a Administração Municipal de Palmitos realiza inúmeros projetos populares que visam o bem-estar social dos palmitenses, exemplo disso são os trabalhos idealizados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, como os oferecidos por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). O Cras é uma unidade pública estatal responsável pela organização e oferta de serviços socioassistenciais nas áreas de vulnerabilidade e risco social dos municípios de todo o país, voltadas principalmente ao fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, trabalhando para garantir direitos de crianças, adolescentes, mulheres, idosos, etc.
Atualmente, em Palmitos a equipe técnica do Cras é composta pela psicóloga Raquel Dalcero e a assistente social Soeli Hoppe. Conforme as profissionais, aproximadamente duas mil pessoas são atendidas por meio de projetos e ações sociais no município, sendo que o público prioritário em ações são os beneficiários da assistência social, como por exemplo, os beneficiários do Bolsa Família, programa que atende mais de 400 famílias palmitenses e ainda os que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) que ampara mais de 250 pessoas com deficiências e idosos em Palmitos, estes cidadãos recebem mensalmente o valor de um salário mínimo, proveniente do Governo Federal. Além destes, ainda são ofertadas outras iniciativas sociais para o bem comum dos cidadãos palmitenses, como suporte social e psicológico às famílias em situação de vulnerabilidade social, devido a fragilização dos vínculos familiares ou com a comunidade.
As integrantes do quadro técnico do Cras explicam que o principal serviço realizado é o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), desenvolvido principalmente em grupos e também por meio de visitas domiciliares. O acompanhamento familiar é planejado em conjunto pela psicóloga e pela assistente social para que a família supere suas dificuldades e alcance seus objetivos. Soeli destaca que o PAIF busca a participação da família, onde se promovem diversas orientações com o intuito de tentar assegurar o acesso aos direitos dos indivíduos através de encaminhamentos e orientações durante os atendimentos.
A psicóloga lembra ainda que em Palmitos também é desenvolvido o projeto: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). “Este serviço busca reunir as pessoas, nas suas respectivas faixas etárias, crianças e adolescentes ou idosos, para o desenvolvimento de ações em grupo visando a prevenção a situações de vulnerabilidade e violência e este também constituí um espaço de convivência e fortalecimento de vínculos com a comunidade”, destaca.


Galeria de fotos

Leia também...