Geral
10/11/2017 10:15 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Vendaval causa diversos estragos na região O município mais atingido pelos vendavais foi Palmitos, onde cerca de 200 casas foram destelhadas

Região 

Os ventos fortes, seguidos de chuva, que chegaram com força na região, nas últimas duas semanas, causaram estragos e prejuízos em diversos municípios. O município mais atingido pelos vendavais foi Palmitos, onde cerca de 200 casas foram destelhadas.
De acordo com o coordenador da defesa civil, Ricardo Einlost, cerca de 40 famílias receberam doação de lonas para cobrir as residências. Ele explica que além das casas houve o destelhamento de patrimônios públicos, como o prédio da prefeitura e uma escola. Além disso, algumas comunidades do interior sofreram com a queda de energia que durou em torno de 24 horas, sendo que uma delas ficou por três dias sem luz. “O maior prejuízo foi acentuado na cidade com o destelhamento das casas”, destaca. 
Em Caibi a chuva passou de 130milímetro provocando estragos nas estradas do interior e destelhamento de duas propriedades, que receberam ajudas do município. De acordo com o secretário da agricultura, Rubens Diniz, além dos estragos causados houve queda de energia em algumas comunidades, que tiveram prejuízos na produção de leite. 
No município de Águas de Chapecó, o vendaval provocou destelhamento de 34 residências e do Pavilhão da Hidroeste, que é patrimônio municipal. De acordo com o secretário da agricultura, Giliardi Mai, também houve queda de árvores em algumas propriedades e na área de lazer. Mai, explica que a queda de energia permaneceu por 02 dias em quatro comunidades do interior, fato que ocasionou prejuízos na produção de leite. 
Em São Carlos, na Escola Carlos Culmey, as atividades foram suspensas, devido ao telhado, moveis e fiação elétrica terem sido danificados.Na cidade de Mondaí a travessia da Navegação Mondaí, que faz a passagem entre os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, segue com os trabalhos paralisados. Conforme a direção da empresa, a retomada da travessia estava prevista para acontecer na terça-feira, dia 07, mas devido ao excesso de chuva nos últimos dias, e a consequente elevação no nível do rio, acabou prejudicando os trabalhos de restauração na balsa. Ainda não há previsão de quando os serviços serão retomados.
Além de uma empresa, que estava sendo construída, ter seu teto desabado pelo vento, uma residência foi atingida por uma árvore, provocando destelhamento e perda de muitos moveis e utensílios domésticos. A família recorreu a Secretaria de Assistência Social e recebeu auxílio do município e da comunidade. 
Além disso, as estradas municipais haviam sido recuperadas e estavam em boas condições de trafegabilidade, foram danificadas com a chuva. De acordo com o prefeito, o Departamento Rodoviário Municipal (DRM) está trabalhando intensamente na recuperação da malha viária, mas como grande parte teve sua estrutura danificada, o tempo de trabalho é maior.

Foto 22 – 
Foto 23 - G

Galeria de fotos

Leia também...