Geral
14/12/2017 10:38 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Causas, danos e tratamentos para quem sofre com problemas auditivos As pessoas que possuem dificuldades para escutar e se comunicar, devem realizar os exames auditivos com o fonoaudiólogo e pela avaliação médica para que o mesmo defina as opções de tratamento.

Os danos na audição se potencializam naturalmentecom o passar dos anos. Porém, a idade deixou de ser um agravante, já que cada vez mais jovens e até crianças demonstram sofrer de perda auditiva. O barulho do trânsito, de máquinas em funcionamento, música alta em fones de ouvido ou carros de som e o volume da televisão, por exemplo, podem levar qualquer pessoa a ter perda auditiva. 
O fonoaudiólogo especialista em Audição e responsável técnico do Centro Auditivo Comunica de Chapecó, Felipe Sales, informa que os sintomas recorrentes de perda auditiva são as dificuldades de interação entre mais pessoas em um local com presença de barulhos, como uma festa ou restaurante; pedir para repetir com frequência; dificuldade em falar ao telefone ; ouvir TV  e/ou rádio em volume mais elevado; necessidade ou costume de falar mais alto; deixar de ir em locais devido a não escutar e entender direito como acontece com os mais idosos em igrejas, festas de comunidade; e isolamento social pelo fato de não ouvir, o que pode acarretar em um quadro depressivo. 
Apresentando esses sintomas, Sales aconselha que o indivíduo deve realizar os exames auditivos com o fonoaudiólogo e pela avaliação médica para que o mesmo defina se o tratamento será medicamentoso/cirúrgico ou a protetização com os aparelhos auditivos. “Se o indivíduo já possuir o exame, já foi diagnosticado com perda auditiva e foi indicado o uso de aparelhos auditivos, deverá apresentar os exames ao fonoaudiólogo para que sejam abordadas as opções para a reabilitação auditiva com o uso de aparelhos auditivos, tecnologias, modelos, tamanhos etc, de acordo com as características da perda auditiva e as necessidades individuais que cada paciente possui.”
O fonoaudiólogo ressalta que a reabilitação auditiva com o uso de aparelhos auditivos pode ser feita em idade pré-lingual, bebês e crianças até 2 anos, após a análise dos resultados dos exames por uma equipe multidisciplinar envolvendo médicos pediatras, otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos e em idade pós-lingual, crianças acima de 3 anos, adolescentes, jovens, adultos e idosos.

APARELHOS AUDITIVOS 
Trata-se de um dispositivo eletrônico altamente tecnológico e importado, que permite amplificar os sons que acontecem ao nosso redor de maneira agradável e confortável, no qual o paciente não sente a necessidade de retirá-los da orelha em nenhum momento, podendo ser utilizado o dia inteiro, sendo retirado apenas para dormir e para o banho.
De acordo com Sales, a perda auditiva não tem cura e sim tratamento. “Hoje temos a tecnologia de som 3D Surround Sound, que se trata da mesma qualidade sonora de uma sala de cinema, para uma experiência auditiva superior mais natural e confortável para ospacientes”. 
Ele acrescenta queos modelos da nova geração não utilizam mais de pilhas, sendo recarregáveis com apenas 4 horas no carregador, é o suficiente para duração de 24 horas de uso, mais praticidade, pois não é necessária a utilização e troca das pilhas/baterias convencionais quando descarregadas. 


Galeria de fotos

Fonte: Darlei Luan Lottermann Assessor de Imprensa AHAZÔ Mkt & Eventos

Leia também...