Política
02/02/2018 08:52 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Luciane atuará para derrubar veto ao abono de faltas de professores DERRUBADA DE VETO Segundo a deputada, tudo começou quando os professores foram às ruas em 2011 para reivindicar o piso nacional, direito que só foi adquirido porque a justiça determinou ao Estado o pagamento

Vitor Shimomura / Agência AL  
Na retomada das atividades do parlamento catarinense neste ano, a deputada estadual Luciane Carminatti (PT) atuará com prioridade pela derrubada de veto do governo Colombo à lei de abono das faltas dos professores que participaram de assembleias, paralisações e greves da categoria entre 2012 e 2017. 
  De acordo com a parlamentar não há motivos para manter o veto, principalmente porque a lei foi construída em consenso com os deputados da base do governo. Por outro lado, os professores recuperaram os dias de ausência e receberam pelas horas trabalhadas, portanto, não têm pendências com o Estado. “O que impede o governo de abonar as faltas é apenas decisão política, pois manter a falta no sistema castiga mais de 13 mil professores que foram às ruas lutar pela garantia de direitos e valorização à carreira”, afirma Luciane.
  Segundo a deputada, tudo começou quando os professores foram às ruas em 2011 para reivindicar o piso nacional, direito que só foi adquirido porque a justiça determinou ao Estado o pagamento. De lá para cá, a cada ano os profissionais da educação precisam protestar para terem aumento salarial ou não perderem benefícios. “Quem está na sala de aula sabe quantos direitos foram tirados nos últimos anos por este governo que é contra a educação. É contra mais essa arbitrariedade que vamos intensificar nossa luta em defesa dos professores e esperamos ter o apoio de todos os deputados para a derrubada do veto”, assinala Luciane.

Galeria de fotos

Leia também...