Geral
20/02/2018 08:32 (atualizado em 20/02/2018 08:34)

Braço Social da Aurora Alimentos leva assistência, lazer e cultura às comunidades FUNDAÇÃO AURY LUIZ BODANESE Revitalizada em 1º de fevereiro de 2008 a Fundação Aury Luiz Bodanese (FALB) comemora neste ano 10 anos de atuação e valorização do ser humano contribuindo para o exercício da cidadania

            Revitalizada em 1º de fevereiro de 2008 a Fundação Aury Luiz Bodanese (FALB) comemora neste ano 10 anos de atuação e valorização do ser humano contribuindo para o exercício da cidadania. Neste período, atendeu mais de 1,2 milhão de pessoas em diferentes projetos que trabalham com referência em iniciativas que promovem a sustentabilidade e o cooperativismo. 
Para marcar a data um evento comemorativo será realizado, hoje, terça-feira (20) no Clube Recreativo Chapecoense a partir das 20h. O presidente do Conselho Curador Neivor Canton e a presidente Isabel Machado falam nesta entrevista sobre os dez anos de história da Fundação.
O que inspirou o surgimento da Fundação Aury Luiz Bodanese como braço social-assistencial da Cooperativa Central Aurora Alimentos?
Neivor Canton (presidente do Conselho Curador da FALB): Uma organização das dimensões da Cooperativa Central Aurora Alimentos, onde à época, já se tratava de um contingente de mais de 70 mil famílias, hoje ultrapassando as 100 mil (empregados, produtores e suas cooperativas), pertencente a um sistema cooperativo que precisa resgatar os seus valores, não poderia mais postergar a criação da Fundação. O nome tem a intenção de homenagear e perpetuar aquele que coordenou a idealização do Sistema.  Essa Fundação, nasceu então, para ser o braço social do Sistema, recebendo a missão de buscar incessantemente contribuir para a construção de um mundo melhor para as pessoas do nosso meio e do nosso entorno. E assim tem sido, está sendo e será sempre.
O financiamento da Fundação é exclusivamente suportado pela Aurora?
Isabel Machado (presidente da FALB): A Cooperativa Central Aurora Alimentos é a principal mantenedora da Fundação, efetuando repasse financeiro desde a sua revitalização em 2008. Todos os anos é apresentado um planejamento orçamentário o qual passa pela aprovação da diretoria da Aurora. Mas também recebemos recursos de outros parceiros como é o caso do Sescoop de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul que nos auxiliam com capacitações e palestras nas unidades da Aurora. Além disso, contamos com a colaboração de serviços de parceiros nos eventos da FALB. Um exemplo é na Ação Cooperada em que salões de beleza oferecem cortes de cabelo gratuitos a comunidade. O repasse financeiro é importante, mas o mais importante, ao longo dos dez anos, é essa articulação com a sociedade.
Ao longo desses dez anos a FALB já beneficiou mais de 1,2 milhão de pessoas, como esse trabalho vem sendo desenvolvido? Como é possível fazer tanto com um orçamento relativamente modesto?
Isabel Machado: A participação das pessoas é o que faz o trabalho da Fundação Aury Luiz Bodanese acontecer de fato. A mobilização dos voluntários envolve as comunidades onde as ações são desenvolvidas e isso se multiplica. As pessoas acabam abraçando a causa. Somos um grupo pequeno de funcionários, mas com a união de esforços dos voluntários e da comunidade essas iniciativas são possíveis. Somente em 2017 foram cadastrados 3.300 voluntários. É um trabalho lindo e de muitas mãos.
Quais são os programas que integram a Fundação?
Isabel Machado: A Fundação trabalha com programas no eixo socioambiental. São eles: Família é Tudo, Roda de Leitura, Vozes do Corpo, Atitude Agora, Vivendo Saúde, Centro de Memória, Amigo Energia e Eco Cooperação são os programas que levam as ações da Fundação Aury Luiz Bodanese pelo País. 
Quais os principais resultados alcançados ao longo desse período?
Isabel Machado: O principal resultado é visto na transformação das pessoas. Acompanhamos histórias de pessoas que começaram conosco e que hoje participam de entidades beneficentes em cargos de gestão. Ver a mudança de vida nessas pessoas é algo que nos deixa orgulhosos e felizes. São os pequenos exemplos que geram grandes resultados futuros e que nos trazem a satisfação em fazer o trabalho da Fundação. A gratidão das pessoas é algo que não tem preço e ver isso no dia a dia é recompensador.
Como as ações da FALB contribuem na disseminação dos princípios cooperativistas?
Isabel Machado: A essência dos programas da Fundação é o cooperativismo e a sustentabilidade. Isso está presente no DNA da FALB e vem da nossa mantenedora Aurora Alimentos que preza muito por esses princípios. Acreditamos no cooperativismo. Uma sociedade só será melhor com a cooperação de cada um em prol de um bem maior.
Como enxerga o benefício que a Fundação leva até as comunidades atendidas?
Isabel Machado: As ações da FALB facilitam o acesso às comunidades em que a Aurora Alimentos está inserida a serviços, palestras, capacitações e também a momentos de lazer e descontração. Cada iniciativa da Fundação tem como intuito oportunizar algo novo e único na vida das pessoas. Seja uma nova experiência, a criação de novos laços de amizades, o acesso a serviços que antes não eram possíveis. São as pequenas atitudes que geram grandes transformações.
Como visualiza a Fundação daqui há dez anos?
Isabel Machado: Temos muitos desafios pela frente. A sociedade se transforma a cada dia, temos que estar atentos e conectados a essas mudanças contribuindo para a melhoria da comunidade em que estamos inseridos. Comemoramos dez anos com muita alegria, mas já pensando nos próximos dez, iniciando mais um capítulo dessa história em busca sempre de transformar, preservar o que já fizemos para ficar na história e pensar como podemos contribuir ainda mais no futuro.
Uma frase para sintetizar esses dez anos de trabalho na Fundação?
Isabel Machado: O que de mais importante podemos deixar para as pessoas são os bons exemplos e os bons sentimentos e é isso que esperamos alcançar com as ações da Fundação: oportunizar momentos únicos e inesquecíveis.
 

Galeria de fotos

Fonte: MB Comunicação

Leia também...