Geral
09/03/2018 11:05 (atualizado em 09/03/2018 18:51)

Mondaí registra cerca de 30 focos do mosquito Aedes Aegypti neste ano Desde o início do ano, foram contabilizados 30 focos. A vigilância epidemiológica tem trabalhado constantemente para combater o vetor

Arquivo Pessoal Os agentes realizam visitas periódicas nas residências, construções, estabelecimentos comerciais e terrenos baldios
A Administração Municipal de Mondaí está emitindo um alerta sobre o aumento substancial de focos do mosquito Aedes Aegypti, em Mondaí. Desde o início do ano, foram contabilizados 30 focos. A vigilância epidemiológica tem trabalhado constantemente para combater o vetor.
O fiscal da Vigilância Sanitária e supervisor da dengue, Evandro Back, informa que Mondaí está em uma situação desconfortável. “Foram registrados aproximadamente 30 focos neste ano. Esse número preocupa e nos deixa mais atentos em relação ao que vem ocorrendo no início do ano passado”, declara.
Segundo ele foram espalhadas armadilhas pelo município, que consistem em partes de pneus com água, pendurados em alguns estabelecimentos ou residências, onde é avaliado a cada sete dias. A água é colhida para a análise, dessa forma, é descoberto se existe foco do mosquito no local. “Precisamos trabalhar cada vez mais afinco para conseguir dominar essa situação novamente. E para auxiliar foram contratados profissionais específicos para essa área, sendo os agentes de endemia e específicos para o trabalho da dengue”, menciona.
Os agentes ainda realizam visitas periódicas nas residências, construções, estabelecimentos comerciais e terrenos baldios. Analisando se há algum recipiente com água parada. Eles fornecem orientações aos moradores quanto ás medidas que devem ser adotadas, para evitar criadouro do mosquito. “Esse é um fato muito importante, e estamos com três profissionais fazendo esse trabalho de casa em casa”, declara o fiscal. 
O prefeito Valdir Rubert explica que o trabalho dos agentes de endemias é de extrema importância, porém precisa haver a colaboração da população. “Nossos agentes precisam ser bem atendidos, eles trabalham para o bem de todos, solicitamos que todos os recebam bem. Trabalhamos visando a qualidade de vida e, principalmente a saúde da comunidade mondaiense”, destaca.







Galeria de fotos

Leia também...