ELEIÇÕES 2018
22/06/2018 15:19 (atualizado em 22/06/2018 15:41)

Valdir Colatto se coloca à disposição para concorrer ao senado Durante entrevista concedida à TV Expresso, o deputado Federal Valdir Colatto (MDB) explanou sobre a conjuntura política do País, princípios do partido e sua candidatura a Câmara Federal

Deputado Federal Valdir Colatto (MDB) (Foto: Jornal Expresso d’Oeste) 
Na sexta-feira, dia 15 de junho, durante sua passagem pelo município de Palmitos, o deputado Federal Valdir Colatto (MDB) concedeu uma entrevista à TV Expresso. Na oportunidade ele explanou sobre a conjuntura política do País, princípios do partido e sua candidatura a Câmara Federal.
Durante a entrevista Colatto diz advogar dentro do partido para que o MDB não tenha candidato a presidente da república e que o partido possa analisar quais são os quadros. Para ele, agora é o momento do partido retomar os princípios que foi ‘desvirtuados’ por alguns dirigentes. 
Ainda, o parlamentar colocou seu nome à disposição para candidato a senador. Segundo ele, chegou o momento de ‘interiorizar’ os senadores do partido. 
Jornal Expresso: Como que o senhor avalia a conjuntura política do País?  E acredita que o MDB vai ser candidato a majoritária ou vai apoiar outro partido?
Valdir Colatto: Na verdade nós temos um tempo para decidir essa questão que é um embrolho, e na minha posição como deputado e como membro do partido, inclusive do diretório nacional, entendo que o MDB não deveria ter candidato nem a presidente e nem a vice-presidente. Porque entendemos que é a hora do MDB ficar fora dessa questão, para que os estados possam optar em apoiar aqueles candidatos que entenderem melhor. E até para que o povo possa tirar esse carimbo que o MDB quer participar de todas as eleições, quer participar do governo, quer estar dentro do processo da direção de gestão nacional. Então, acho que é o momento de nós mudarmos isso, e se tiver candidato vamos aceitar, mas eu advogo dentro do partido que o MDB não tenha candidato a presidente da república e que a gente possa analisar quais são os quadros que estão aí, e apoiar aquele que tem o melhor projeto para o Brasil. Nós queremos um projeto para o Brasil e não candidatura A ou B.
Valdir Colatto concede entrevista à TV Expresso (Foto: Vinicius Schneider)
Jornal Expresso: O senhor ainda acredita nos princípios do partido ou tem mudado ao longo dos anos?
Valdir Colatto: Todos os partidos têm bons princípios, você não vai ver nenhum partido não defender a saúde, educação, segurança, enfim, tudo aquilo que a população quer. Na verdade nós tivemos nos últimos tempos um grupo das cúpulas partidárias que assumiram esse processo, e que estão comandando o Brasil há 30 anos, todos os partidos mais antigos inclusive o MDB. Então, entendemos que esse grupo já está superado, passou o tempo e agora temos que fazer uma renovação. Temos os partidos dos Estados, como é o nosso partido aqui que é um partido de vanguarda, que não tem básculas para pagar na justiça, vamos dizer assim.  E aqueles que tiverem problemas que possam ser penalizados, mas não podemos fazer com que uma entidade partidária seja penalizada por desvio de conduta de um ou outro dirigente. Então esses que tem algum problema que resolvam na justiça e o partido toca à vida.  E aqueles partidos que realmente tiveram um projeto para o Brasil, como MDB tem e que foi desvirtuado por alguns membros do partido, que esses possam ser retirados e o partido realmente volte ao rumo de Ulysses Guimarães e dessas pessoas que conduziram o partido para as mudanças que o Brasil precisa. Na verdade o MDB tem pecados, mas também tem mérito, porque se não fosse o MDB o Brasil certamente seria uma Venezuela, e nós não queremos isso.
Jornal Expresso: E a sua posição deputado vai concorrer à reeleição para a Câmara Federal?
Valdir Colatto: Eu estou colocando meu nome como candidato a deputado federal, por que é natural que a gente faça isso. Eu sempre digo que vou ser político até o momento que eu tenho voto, e no momento que eu não tiver mais voto eu saio da política o que é natural que isso aconteça. Mas também, estou advogando para que nós tenhamos um candidato ao senado aqui do Oeste, um candidato da produção, do agro. Hoje temos três senadores e os três são do litoral. E por que nós não podemos interiorizar os candidatos a Senador? Estou colocando meu nome também à disposição do partido. E se o partido entender que eu tenho perfil para uma eleição ao Senado, daquilo que eu conheço dentro do congresso nacional e eu estou preparado para isso, estou colocando o nome à disposição do partido.
Jornal Expresso: Qual é o objetivo da visita do Senhor em Palmitos e na região?
Valdir Colatto: Sempre estamos na região trazendo recursos, colocando nossos projetos, nossa participação em todo o processo político. E nessa sexta-feira entregando as máquinas para os grupos de agricultores, onde mais de 150 famílias serão beneficiadas, sendo uma emenda que fiz e os equipamentos foram adquiridos pelo prefeito de Palmitos e cedidos aos agricultores para que eles possam fazer seus trabalhos. Um produtor não tem recursos para pagar essas máquinas sozinho e também não é viável, então quando se faz em grupo a utilização desses implementos são importantes. Assim estamos ajudando os nossos agricultores que precisam ser ajudados e que às vezes são julgados. Esse agricultor merece nosso carinho e apoio e eu faço isso todos os dias porque eu sou um agricultor e vim da roça. Conheço as dificuldades e com certeza é a minha responsabilidade representa-lo no Congresso Nacional. Faço isso lá e também quando eu posso ajudo com algum recurso como trouxemos para Palmitos.

Galeria de fotos

Fonte: Jornal Expresso d'Oeste

Leia também...