COLONO E MOTORISTA
01/08/2018 09:06 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Cooperativa de produção: o insumo do sucesso para produtores rurais Fortalecidos dentro um grupo maior, os produtores associados numa cooperativa de produção têm vantagens que não teriam isoladamente; têm condições, por exemplo, de negociar contratos melhores e preços mais justos para insumos como sementes, fertilizantes e equipamentos

Presidente da Cooperativa A1, engenheiro agrônomo Elio Casarin (Foto: Jornal Expresso d’Oeste)
As cooperativas são sociedades de pessoas que constituem uma empresa para atingirem objetivos comuns. Por definição, uma cooperativa diferencia-se de outros tipos de associações de pessoas por seu caráter econômico. Na prática, a finalidade das cooperativas é colocar os produtos e serviços de seus cooperados no mercado, em condições mais vantajosas do que eles teriam isoladamente. No caso específico dos produtores rurais, as cooperativas agropecuárias ou de produções têm se mostrado bastante vantajosas.
As cooperativas agropecuárias ou de produções reúnem produtores rurais que trabalham de forma solidária na compra de sementes e outros insumos, no armazenamento, na industrialização e/ou na venda da produção ao mercado. Fortalecidos dentro de um grupo maior, os produtores têm vantagens que não teriam isoladamente; têm condições, por exemplo, de negociar contratos melhores e preços mais justos para insumos como sementes, fertilizantes e equipamentos.
O presidente da Cooperativa A1, engenheiro agrônomo Elio Casarin, menciona que desde a fundação da cooperativa até os dias atuais, sempre foi administrada por pessoas ligadas na área agrícola, por pessoas que realmente tiveram na competência de gerir os negócios da cooperativa. “Completamos 85 anos, e enfrentamos várias crises e passamos por muitas dificuldades, mas tudo isso foi superado graças ao trabalho e a dedicação dos cooperados. Os associados sempre tiveram o apoio da cooperativa, principalmente em tempo de crises”, declara.
Além disso, a Cooper A1 tem mais 90 profissionais, entre técnicos, veterinários e agrônomos, para dar suporte aos produtores, o que pode garantir resultados melhores nas produções. Lojas com materiais e produtos agropecuários, bem como serviços variados ligados ao ramo, facilitando a vida dos pequenos produtores. “Os associados que aderem a assistência técnica por parte da cooperativa, que garante que eles vivem num patamar diferenciado dos demais”, comenta Casarin.
Sobre capacitações o presidente menciona que a cooperativa oferta diversos programas que auxiliam no crescimento econômico do produtor rural. Entre os programas ele cita o Programa D’Olho, o QT Rural, Cooper Jovem, Jovem Liderança Cooperativismo, Mulheres A1 Sicoob e Mulheres Cooperativistas. Os programas são em parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Aurora, Sicoob e Sicredi. “São programas de formação de planejamento de liderança, e isso é muito importante. Além do trabalho de assistência técnica que temos, esses programas ajudam o nosso associado a crescer e a se desenvolver. A cooperativa agropecuária está de braços abertos para atender da melhor forma possível os nossos agricultores e associados da cooperativa A1”, declara. 
Presidente da Cooperativa Regional Auriverde Claudio Post (Foto: Jornal Expresso d’Oeste)
Já o presidente da Cooperativa Regional Auriverde Claudio Post, menciona que a cooperativa foi fundada com objetivo justamente de organizar a produção e dar acesso a produção dos pequenos agricultores. “A cooperativa foi fundada por um grupo de agricultores para que o nosso produtor pudesse participar do mercado, tanto de consumo como de venda da sua produção. De forma organizada, com participação direta, e os princípios do cooperativismo como filosofia básica”, declara.
Post ressalta que após 50 anos de sua fundação, a Auriverde segue os princípios e valores do cooperativismo, principalmente o quinto princípio: Educação e Formação. “A cooperativa serve como meio para buscar a informação e levar para o campo. Orientando sempre os nossos associados na melhor forma possível, aplicando as tecnologias e por outro lado, garantindo a comercialização daquilo que é produzido pelo produtor”, informa o presidente, ressaltando que a cooperativa tem a missão de dar acesso ao mercado e fornecer insumos técnicos e necessários para uma boa produção e as orientações técnicas para obter a melhor produtividade na sua atividade. “Quando o associado cresce e se desenvolve a cooperativa também cresce e se desenvolve”, declara. 

Galeria de fotos

Leia também...