PALMITOS
14/09/2018 09:03 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Administração lança campanha: “Uma Vida Vale Muito Mais!” O suicídio é questão de saúde pública e precisa ser debatido na comunidade para orientação e apoio. Por isso, a equipe de saúde do município vai promover uma palestra para orientar a população e incluí-la nessa campanha

A secretária de saúde, Adriane Augustin alerta que a depressão é apenas mais uma das motivações para o suicídio (Foto: Jornal Expresso d’Oeste)
O Setembro Amarelo é o mês de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. Ele tem como objetivo alertar a população a respeito da realidade do suicídio na sociedade, em que 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos conforme dados da Organização Mundial da Saúde. Pensando nisso, a Administração Municipal de Palmitos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançou a campanha: “Uma vida vale muito mais!”
  De acordo com a secretária de saúde, Adriane Augustin, a depressão é apenas mais uma das motivações para o suicídio, que também leva em consideração situações associadas como: dependência, ansiedade, psicoses, violência sexual, dependência química, solidão, depressão, e vulnerabilidade social. Segundo ela, a melhor forma de ajudar uma pessoa é dando atenção, e colocar-se no lugar do outro, sem julgamento e preconceito. 
  Por isso, a equipe de saúde do município vai promover, em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), uma palestra para orientar a população e incluí-la nessa campanha. O tema do encontro é: “Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio!”, e será realizado na terça-feira, dia 18 de setembro, às 19h, no Centro de Convivência dos Idosos Esperança, em Palmitos.
  A secretária convida toda a comunidade para a palestra que é gratuita. “É preciso falar sobre suicídio, pois o assunto já é um problema de saúde pública. Ainda se configura como um tabu, pois a mídia não o aborda muito por medo de aumentar os números de suicídio. Além disso, as pessoas evitam comentar, entretanto, falar sobre suicídio é importante, é uma questão de saúde pública e necessário para orientar a comunidade”, finaliza.

Galeria de fotos

Leia também...