Seg. Pública
15/05/2012 13:37

Mulher é presa em flagrante por aborto

SÃO MIGUEL DO OESTE

 

Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI), prenderam em flagrante sexta-feira uma mulher de 26 anos suspeita de ter praticado aborto. Na mesma data, a mulher foi internada no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, de São Miguel do Oeste, e durante o atendimento médico teria abortado um feto de aproximadamente três meses. Apesar disso, o laudo do Instituto Médico Legal apontou indícios na gestante que revelavam o abortamento provocado pelo uso de substâncias abortivas.

Diante das evidências, a delegada responsável pelo caso, Joelma Alberton Stang, promoveu o interrogatório da suspeita, a qual confirmou ter ingerido o medicamento denominado “Cytotec”, visando abortar o feto. Ela disse ainda que adquiriu o medicamento na cidade de Bernardo de Irigoyen, fronteira do Brasil com a Argentina. A mulher foi presa em flagrante pela prática dos crimes de aborto e de importação clandestina de produto de comercialização controlada no país, cujas penas podem chegar a 18 anos de prisão. Quando receber alta hospitalar, onde está sob escolta de policiais militares, ela será conduzida para a ala feminina do Presídio Regional de Chapecó.

Leia também...